04 de agosto

Profissão caminhoneiro: a importância desses profissionais para economia brasileira

Quase tudo que é utilizado pela população passa por um caminhão, porém os condutores ainda sofrem com baixos salários e desconsiderações de diversos lados.

A rotina de entrega inclui o transporte de insumos de muitas formas, tipos e tamanhos, em geral, por meses seguidos. Os ganhos variam de acordo com as condições do motorista, se é autônomo ou se presta serviço para uma empresa. Hoje, é necessário mais do que somente carteira de habilitação para se profissionalizar na área — o domínio sobre diferentes tipos de caminhões e cargas conta muito.


A importância da profissão caminhoneiro para o mercado e para a economia do Brasil

Segundo a Associação Brasileira de Caminhoneiros (Abcam), o modal rodoviário é o segundo mais utilizado para transportes de carga do país. Para indústrias e varejos, os caminhoneiros são os grandes responsáveis pelo abastecimento de produtos.

O tráfego rodoviário ainda é muito eficiente, pois faz com que os pedidos cheguem no prazo estipulado. Entretanto, a má conservação de alguns trajetos também é uma das principais complicações atuais enfrentadas pela categoria.

Principais desafios do setor

Mesmo com uma relevância admitida por grandes varejistas e empresários, ainda existe muito o que melhorar para a profissão caminhoneiro. 

No Brasil possuímos 1,7 milhões de quilômetros de estradas, mas lamentavelmente apenas 12% das vias são pavimentadas, como aponta a Pesquisa CNT de Rodovias..

Esse fator também representa um risco elevado para os motoristas. A ausência de boas condições em nossas estradas eleva o índice de acidentes e furtos de cargas — ocorrência que caracteriza o maior de todos os problemas, por colocar a vida do caminhoneiro em risco.

Podemos ainda destacar a pressão de algumas empresas para realizar entregas de curto prazo, fazendo com que o período de descanso, determinado pela legislação, não seja respeitado. Isso também afeta o desempenho, a saúde e a segurança do profissional na estrada.

Independentemente dos itens discutidos neste conteúdo, a profissão caminhoneiro ainda é indispensável para girar uma parte da economia do Brasil. Mesmo com um cenário não tão favorável, o segmento continua sendo bastante rentável, pois há grandes chances de conseguir fretes com bons preços.


0 Comentário

Nome *

Email *

Sua mensagem *