10 de agosto

Mulheres na estrada: Desafio e quebras de barreiras

Taxada como uma profissão masculina, a função de caminhoneiro, por muito tempo foi totalmente dominada por homens.


Contudo, esse cenário tem ficado cada vez mais no passado. Já que diversas mulheres têm optado por enfrentar o preconceito e trabalhar no que gostam, se tornando, motoristas profissionais. Isso já pode ser considerado uma conquista a ser comemorada, mas ainda existem muitos desafios a serem superados por essas mulheres.

Sabendo disso, preparamos abaixo os principais desafios a serem enfrentados pelas mulheres que se tornaram caminhoneiras. Confira!

Um novo cenário à vista

Como já mencionamos, essa profissão é considerada majoritariamente masculina, mas as mulheres estão conquistando seu espaço de forma gradativa. 

Apesar de ainda ser baixa a quantidade de mulher nessa função, a expectativa e de que esse número aumente ainda mais com o passar do tempo. 

Os desafios que precisam ser vencidos

A luta por condições melhores e principalmente por respeito no ambiente de trabalho, são os principais batalhas que as mulheres enfrentam nos diariamente. E por esse segmento ser majoritariamente ocupado pelo sexo masculino, esse desafio é ainda maior.

Preconceito

Seja por parte da sociedade ou dos próprios colegas de profissão, o preconceito, infelizmente, é bastante visível nesse ambiente. 

Esse preconceito é, na maioria das vezes, se manifestam por ações que colocam em dúvida a capacidade que as mulheres têm de conduzir um veículo de grande porte. Ou quando a vaga de emprego é direcionada para os homens, baseando-se no critério que as mulheres não dariam conta do serviço.

Necessidade de provar sua capacidade o tempo todo

Mesmo com muitas empresas que valorizam o trabalho da mulher, infelizmente ainda existem aquelas que colocam em dúvida a capacidade que elas possuem para atuar na área. Essa constante necessidade de mostrar que são realmente capazes, está diretamente relacionada à errada ideia de que ser caminhoneira, não é profissão para mulher.

Com isso, além de toda a dificuldade que essa profissão já possui, algumas empresas exigem que as mulheres essa provação diária, de que podem exercer essa profissão tão bem quanto os homens.

Assédio

Presente na grande maioria dos ambientes de trabalho, o assédio é um dos principais desafios que infelizmente as mulheres precisam superar. Neste caso, é responsabilidade da empresa adotar uma filosofia contra esse tipo de ação. Já que na maior parte do tempo de trabalho, essas mulheres estarão sozinhas.

Diante disso, as situações de assédio se tornam bastante recorrentes ao longo da carreira profissional dessas mulheres. Por esse motivo, é importante que as empresas preparem e deem auxilio às mulheres para que elas saibam como agir e denunciar situações como essas. Lembrando que o assédio é crime e deve ser denunciado. 

Apesar dessas barreiras e desafios, podemos perceber que a inclusão das mulheres nesse ambiente de trabalho, já é uma conquista que deve ser comemorada. Mesmo que ainda, falte realizar muitas mudanças para que a mulher caminhoneira sinta-se valorizada e respeitada pela sociedade e principalmente por seus colegas de profissão.

0 Comentário

Nome *

Email *

Sua mensagem *